5th Annual Papyrus Awards


Olá pessoal, chegou o momento mais esperado para mim nesse novo ano que começa, principalmente porque como estive longe do blog em 2018 eu acabei não fazendo o post! Hoje trago para vocês a quinta edição do Papyrus Awards, eu criei essa premiação para divulgar os livros que mais me chamaram atenção durante o ano, seja de forma positiva ou negativa! Conheçam os indicados e vencedores do ano!
Por que Papyrus Awards? Escolhi esse nome, pois o papiro foi o primeiro material usado para a escrita. Eu tive a ideia ao visitar outros blogs e ver as retrospectivas deles, mas quis fazer algo "diferente" quanto a minha leitura anual, pois, a maior reclamação nos blogs que visitei era ter que escolher apenas um livro, a minha ideia é fazer com que isso não aconteça. A categoria segue o estilo de premiação, teremos os cinco indicados (podendo variar dependendo da quantidade de leitura) e um vencedor.
Esse ano eu li alguns livros com capas que achei lindas, dentre todas elas essas foram as cinco que mais gostei.

And the Papyrus goes to... Nós - O Felizes Para Sempre de Ryan e James, ai achei essa capa tão simples e tão linda e poxa é tão difícil encontrar um livro com uma capa tão sugestiva com dois caras e mais essa capa é infinitamente mais linda que a original, diferente de as outras indicadas que se manteram fieis a original..
Infelizmente sempre tem aqueles livros que você muitas vezes ama ou odeia mesmo, e vem com uma capa que você não gosta muito ou nem um pouco.

And the Papyrus goes to... O Sonho do Tigre, a capa desse livro foi uma completa decepção depois de quatro capas belíssimas para os livros da saga, a Colleen me põe essa capa horrenda no último e esperado livro, gente esse homem feio na capa não é meu Kishan.

Como escolher o melhor título? Não é realmente uma coisa muito fácil. Então minhas escolhas ficam para aqueles que mais se destacaram e se mostraram interessantes de acordo com a história.

And the Papyrus goes to... As Desventuras de Arthur Less, foi tão difícil escolher porque todo são tão bons e trazem tanto sentido com a história, mas, a leve mudança que a Record fez no título do livro escolhido fez toda uma diferença e por isso escolhi ele..

Escolher o pior título é tão ou talvez mais fácil que escolher o melhor, eu escolhi de acordo com o título original, falta de conexão do título com o livro ou estranheza mesmo.

And the Papyrus goes to... A Coroa da Vingança, sinceramente eu li o livro esperando encontrar alguma coisa que fizesse referência a esse título doido, principalmente quando a tradução do título original é "Reunidas", no fim escolhi esse porque não faz sentido com a história nem com o título original . 

Nós lemos alguns livros que nem sempre começam bem, mas, com uns finais tão maravilhosos e impactantes que a gente sofre completamente por ter acabado e fica feliz feliz pelo livro ter acabado tão bem e esses foram os livros que fizeram eu me sentir assim.

And the Papyrus goes to... O Sonho do Tigre, eu nunca chorei tanto com um final de livro minha gente, comecei a chorar antes de começar o último capítulo, quando terminei o livro fiquei mais meia hora chorando e passei os três dias seguintes lembrando do final do livro e ficando com os olhos cheios de lágrimas, Colleen entregou com esse livro tudo os que os fãs queriam!

Essa é uma categoria que não se faz tão difícil de se decidir, afinal, quando a gente não gosta do final do livro por mais que ele tenha sido maravilhoso não tem jeito né?

And the Papyrus goes to... Moletom, achei o final do livro abruto e não resolutivo, quando cheguei na última página pensei ué acabou? Não vai explicar nada? Por isso esse foi meu escolhido.
 
Essa é uma categoria muito difícil porque ultimamente são poucos os livros stand alone, e a gente acaba amando um monte de séries, mas dentre as que mais amei essas foram as escolhidas.

And the Papyrus goes to... O Sonho do Tigre, ai eu amei todos os outros livros, mas é impossível bater de frente com uma finalização de saga como foi esse livro gente, obrigado pelo mimo Colleen.

Essa categoria é muito boa, bem naquele estilo qual mundo você gostaria de conhecer, ninguém quer conhecer o de Jogos Vorazes, porém o intuito aqui é o quanto tal Universo/Ambientação me agradou e sem dúvidas esses foram os melhores.

And the Papyrus goes to... O Fim da Eternidade, eu não tinha nem condições de escolher uma outra ambientação que não fosse a desse livro, ele foi lançado em 1955 e fala sobre o futuro de uma forma tão perfeita e realista que é de se ficar completamente embasbacado com a qualidade de escrita e imaginação do autor. 
Sempre temos aqueles vilões que se destacam na leitura, tanto de forma positiva quanto negativa. Esse ano esses foram os vilões que mais se destacaram em minhas leituras. Darkling - Sombra e Ossos, Cannary - Levana, Deadalus - Originais, Humanos - Robô Selvagem e Loki - O Martelo de Thor.

And the Papyrus goes to... Darking, amei o Darkling porque ele simplesmente me enganou assim como enganou a protagonista da história e quando ele se revelou o grande vilão da história ele foi muito filho da puta mesmo, de todos os vilões desse ano ele foi o pior.
Sempre tem aquela personagem Coadjuvante que a gente ama, muitas vezes muito mais que a protagonista e as escolhidas desse ano foram Genya - Sombra e Ossos, Genya é uma personagem muito carismática é impossível você não gostar dela de cara. Tia e Ashley - A Coroa da Vingança, coloquei a duas juntas porque ainda que seja seres diferentes ambas estão na mente de Lilly e elas são importantes para todo o desenvolvimento da história. Anna - O Sonho do Tigre, ela me irritou muito durante a aparição dela na saga, mas, eu fiquei totalmente encantado por ela nesse livro. June - Vermelho, Branco e Sangue Azul, Sem dúvidas muito importante para todo o desenvolvimento da história e sem dúvidas para Alex. Nora - Vermelho, Branco e Sangue Azul, outra personagem que sem dúvidas traz muito para a história e que também é importante para o desenvolvimento de Alex.

And the Papyrus goes to... Tia e Ashley - A Coroa da Vingança, eu tive um pouco de raiva delas durante toa da trilogia, principalmente da Ashley, mas é inegável que eu me apeguei demais a elas e sinceramente eu me preocupei mais com o final delas do que com a própria protagonista..

Sabe aquele personagem secundário que se destaca e a gente ama, muitas vezes muito mais que o próprio protagonista? Esses foram os escolhidas desse ano. 
KadanO Sonho do Tigre, eu fiquei completamente passado com todo o papel de Kadan na Daga do Tigre, o homem é a definição de fazer as coisas por baixo dos panos, ele vai ser um personagem muito querido por mim sempre. Noah - A Desconstrução de Mara Dyer, impossível não gostar de Noah, ele tem toda uma pose de playboy, mas gente como ele é maravilhoso, gentil, educado e muito mais. JacquesO Martelo de Thor, me julguem, mas sim eu estou indicando uma espada, Jacques ajuda Magnus nas piores horas e já enfrentou de tudo mesmo morrendo de nojo rsrs. Blake - Nós - O Felizes Para Sempre de Ryan e James, pelos deuses como esse homem me irritou senhor, mas ai como eu fiquei totalmente encantado com ele aff, sem ele a história não teria a mesma graça, amém Blake. Henry Vermelho, Branco e Sangue Azul, MEU DEUS DO CÉU é ele um príncipe demais como eu fiquei completamente bobo, apaixonado, de 4 por Henry aff tudo o que eu queria era abraçar ele e não soltar nunca mais.

And the Papyrus goes to... Henry - Vermelho, Branco e Sangue Azul, acho que a minha descrição dos personagens não deixou muita dúvida não é mesmo? Há tempo eu não gostava tanto de um personagem como eu gostei de Henry, ele é um príncipe, mas, é completamente consciente de seus privilégios, é um romântico, é lindo, e não é um babaca, queria que ele fosse real e que pudêssemos nos casar kkkkkk. 

A gente as vezes gostaria de afogar algumas protagonistas numa poça d'água. Mas não aqui! Aqui todas as protagonistas são amadas e foram escolhidas por serem interessantes, divertidas, fortes ou destemidas e muitos outros atributos legais que protagonistas deveriam ter.
Alina - Sombra e Ossos, Alina é maravilhosa, destemida, forte mesmo tendo suas dificuldades, ela sinceramente é tudo para mim nessa história, sim, estou relevando a chatice com o Maly . Mara Dyer - A Desconstrução de Mara Dyer, minha gente como foi interessante acompanhar Mara nesse primeiro livro ela é mistério puro e nossa a forma como ela se sente é tão pesada, fiquei tão ligado a ela, preciso saber o que vai acontecer com ela. Mariko - O Fogo Entre a Névoa, acho que de todas essa é a mais destemida vida louca das indicadas, ela não abaixa a cabeça para os costumes do seu tempo e vai atrás das respostas ela mesma. Roz - Robô Selvagem, aff como eu amei Roz, sem dúvidas uma das protagonistas mais encantadoras que conhecei em 2019, sim Roz é uma robô mas isso não importa quando ela mostrou sem mais empática que muito humano. Blue - Os Garotos Corvos, vivendo num mundo que ela vive, tendo as aptidões que ela possui e sabendo das coisas que sabe, impossível não encarar a Blue como uma personagem forte.

And the Papyrus goes to...  Roz - Robô Selvagem, desculpem-me as protagonistas humanas, mas, não tem ninguém que bata de frente com Roz, ela me fez chorar copiosamente dentro de um ônibus com suas atitudes de empatia, gentileza e altruísmo e ela é uma robô.

Assim como a categoria feminina as vezes a gente quer mesmo matar alguns protagonistas. Mas aqui! Só temos os melhores protagonistas os mais amados, escolhidos a dedo por serem bem humorados, carismáticos, fortes, humanos e interessantes além de outros atributos legais que protagonistas deveriam possuir. 
Magnus Chase - O Martelo de Thor, por Odin, Magnus é sem dúvidas o meu protagonista favorito do Rick Riordan, ele é carismático, sempre disposto a ajudar os amigos ainda que ele não seja lá p melhor guerreiro, fora todas as outras qualidades dele. Kishan - O Sonho do Tigre, eu precisava tanto desse livro, Kishan precisava tanto desse fechamento, é impossível não amar Kishan nesse livro, mesmo ele sendo muito cabeça dura, tudo que a gente mais quer é que ele seja feliz. FelipeQuinze Dias, ahhh como eu amei conhecer o Felipe, de certa forma me identifiquei tanto com ele, esse personagem do Vitor é simplesmente uma inspiração. Arthur - As Desventuras de Arthur Less, meu deus Less, ai outro personagem com o qual eu de certa forma me identifiquei,, eu amei e basicamente queria que desse tudo certo no final, porque ele era muito mais do que ele acreditava ser. Alex Vermelho, Branco e Sangue Azul, meu Deus como eu me apaixonei demais por Alex aff, me vi tanto nele, debochado, resposta na ponta da língua, não tem medo de se aventurar, aff só faltei ser filho da presidenta do Brasil kkkk.

And the Papyrus goes to... Arthur - As Desventuras de Arthur Less, eu quis segurar a mão de Arthur a partir do momento que comecei a ler o livro, ele é protagonista tão bem desenvolvido e tão bem pensado, a situações e dificuldades que ele vive são tão reais isso tudo unido ao fato de que ser gay e envelhecer não é nada fácil, Less eu te amo.
Sempre tem aquele personagem que se destaca simplesmente por te fazer rir muito, seja com a situações que vive, pelas atitudes que toma ou simplesmente por ser muito engraçado, esse ano os destaques foram.
Ryan - Especial, Ryan decidiu escrever um livro sobre como é louco ser um millennial e no caso dele gay e com leve paralisia cerebral, gente é impossível não rir com os relatos dele e claro se identificar também, ser millennial é muito difícil. Jacques - O Martelo de Thor, e aqui estamos nós com a espada novamente, desculpem mas eu ri demais com Jacques principalemnte quando ele decide cantar algumas músicas ou leva foras de outras armas kkkkk. Blake - Nós - O Felizes Para Sempre de Ryan e James, ai Blake ele era um complete bobalhão, todo grande e ao mesmo tempo todo fofo, preocupado e amigo, impossível não rir das doidices ele com ovelhas. Arthur - As Desventuras de Arthur Less, Arthur passa por cada situação louca, que por incrível que pareça soa tão reais que a gente ri pensado ai meu Deus e se fosse comigo e continua rindo. Bea - Vermelho, Branco e Sangue Azul, amei demais a Bea, ela é completamente desbocada, engraçada e levemente vida louca, levando em canta que ela é uma princesa é impossível não rir com as tiradas dela.

And the Papyrus goes to... Ryan - Especial, sinceramente, achei fantástico aforma como o Ryan transforma o "trágico" cômico perincipalmente quando ele está contando a história real de sua vida e como isso acaba por fazer algumas pessoas se identificarem totalmente com algumas situações que foi exatamente o que aconteceu comigo, me vi no lugar dele em varias passagens do livro..

Tem alguns casais em livros que são simplesmente apaixonantes, a forma como eles se conectam e se completam, da até uma invejinha. Os casais destaque esse ano foram Magnus e Alex - O Navio dos Mortos, Mara e Noah - A Desconstrução de Mara Dyer, Ana e Kishan - O Sonho do Tigre, Ryan e James - Nós - O Felizes Para Sempre de Ryan e James e Alex e HenryVermelho, Branco e Sangue Azul.

And the Papyrus goes to... Alex e Henry - Vermelho, Branco e Sangue Azul, um casalzão da porra desses bicho, adorei a forma como todo o romance entre eles foi aos poucos desenvolvida e como foi uma completa explosão de fogos de artifícios quando tudo enfim acontece, meu Deus eu fiquei louco lendo esse livro há muito tempo não ficava tanto envolvido com um casal de 
Todo ano tem aquela leitura de um autor que você ainda não tinha lido que te tira completamente do chão, aquela que você esperava gostar, ou realmente nem esperava gostar e no final você simplesmente ama o livro e fica completamente feliz por ter lido ele.

And the Papyrus goes to... Vermelho, Branco e Sangue Azul, antes de ler VBSA essa categoria já estava nas mais de Less, mas eu fiquei bobo que amei esse livro de uma forma gigantesca e ele e o primeiro livro da autora, não tinha como haver outro resultado.

Essa não é uma categoria muito feliz, afinal de contas é péssimo ter lido livros ruins durante o ano né? Mas algumas sinceramente se superaram. Mas ela é uma categoria de certa forma fácil afinal se a gente não gosta do livro não gosta e ponto!

And the Papyrus goes to... Moletom, os livros que estão aqui nem são de fatos "ruins", mas também não são bons, mas sem dúvidas, dos três, Moletom foi o que mais me frustrou, eu senti que o livro foi mal executado e muita coisa que podia ter sido desenvolvida de uma forma melhor não foi, fiquei com um sentimento de incompletude terrível depois de ler esse livro..
Nem só de grandes livros vivem o homem, os livros de contos são maravilhosos, para acrescentar informações a aquele livro maravilhoso que você leu, ou que ainda vai ler. Ou só pra ser uma história de leitura rápida mesmo.

And the Papyrus goes to... Levana, esse ano só li um livro de conto, bom, ao menos foi um conto muito bom e que sem dúvidas fez eu amar ainda mais as malvadezas de Levana..
Sempre tem aquele autor queridinho, sempre tem aquele autor que se destaca, sempre tem um autor que você idolatra, essa categoria foi feita especialmente para eles.
Peter Bown reizinho que escreve infanto juvenis que seriam mais úteis para adultos lerem, li 1 livro dele!! Colleen Houck, deusa consolidada como um das minhas autoras favoritas, li 3 livros dela. Rick Riordan, outro reizinho, um dos meu autores favoritos com seus livros de mitologia, li 2 livros dele. Andrew Sean Greer, tive o meu primeiro contato com o trabalho do autor e já fiquei encantado espero ler mais dele, li 1 livro do autor. Casey McQuiston, diferente dos outros indicados essa maravilhosa é uma novata, meu primeiro contato foi exatamente com o primeiro livro dela e olha, ela promete demais, li 1 livro dela.

And the Papyrus goes to... Casey McQuiston, foi tão difícil decidir entre ela e o o Sean, esses sem dúvidas foram os autores que me presentearam com os meus melhores livros de 2019, mas, eu me senti muito mais emocionalmente ligado ao livro da Casey do que ao do Sean, por isso ela foi a escolhida.

Sabe aqueles livros que te fazem ter vontade de gritar pro mundo que todos devem ler porque ele é maravilhoso demais e você quer comentar com todo mundo, muitas vezes chora, e no final se sente órfão da história, bom isso é a minha definição para um livro se encaixar como melhor do ano. Esses foram os melhores livros desse ano que me causaram essas sensações, amei muitos outros não nego, mas esses realmente se destacaram.

And the Papyrus goes to... Vermelho, Branco e Sangue Azul, mais uma vez me senti divido entre esse e Less, se eu não tivesse lido VBSA sem dúvidas Less teria levado essa categoria, mas, gente amei tanto esse livro, tanto que eu atrasei a leitura porque não queria que acabasse e quando acabei foi como se eu tivesse acabado de receber um carinho da pessoa que mais amo do mundo aff, por mais livros como esse em 2020. 

Livros mais indicados:
Vermelho, Branco e Sangue Azul  - 11 Indicações
O Sonho do Tigre - 9 Indicações
A Desconstrução de Mara Dyer - 8 Indicações
Robô Selvagem - 6 Indicações
Sombra e Ossos - 6 Indicações
Nós - O Felizes Para Sempre de Ryan e James - 5 Indicações
Livros que mais venceram:
Vermelho, Branco e Sangue Azul - Venceu 4
O Sonho do Tigre - Venceu 3
As Desventuras de Arthur Less  - Venceu 2
Coroa da Vingança - Venceu 2
Moletom - Venceu 2


Obrigado a todos que visitaram meu post da quinta edição do Papyrus Awards, os melhores e os piores do ano. Se quiserem reproduzir em seus blogs fiquem a vontade!! Até 2021 com a próxima edição da premiação!!

26 Comentários

  1. Oi. Feliz 2020.
    Concordo 100% com você sobre as piores arte de capas. Fiquei curiosa em ler O fogo entre a névoa, e dos livros citados, li Nós, mas não curti muito ou não estava no momento para a leitura. Vi que tem um livro de contos, gênero que amo e não conheço a obra, então já anotei por aqui para pesquisar mais. Ia esquecendo, também quero ler Especial, pois sou encantada com a série.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha acho que todo mundo vai concordar, ao menos uma capa feia pode trazer um ótimo livro. Espero consiga ler os livros desejados!!

      Excluir
  2. E não que eu amei essa premiação? hahaha
    Também não gosto da capa de Mais do que Isso, mas adorei a proposta e a criatividade do Ness nessa história.

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A história sem dúvidas é perfeita, a capa nem tanto!!! Obrigado <3

      Excluir
  3. Adoro esse tipo de premiação, é uma delícia poder acompanhar os resultados. Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  4. Quanto livro maravilhoso! Fiz minha retrospectiva também, é sempre bom relembrar as boas (e nem tão boas hahaha) leituras.

    Beijos ♥️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim verdade!!No fim nem todos os lidos apareceram na lista, mas, coisas da vida.

      Excluir
  5. Oi, amei sua premiação, adorei ter os indicados em cada categoria e ter várias categorias. Ainda não li nenhum dos livros que apareceram no post, mas vendo a premiação me deu a certeza de que preciso continuar a ler a saga do tigre, gostei muito do primeiro e preciso conferir esse desfecho. Robô selvagem é outra leitura que quero muito fazer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Espero que termine a Saga do Tigre eu gosto bastante, Robô Selvagem é muito amor, se der leia mesmo.

      Excluir
  6. Oi Alisson.

    Adorei sua premiação e O Sonho do Tigre reinou nas indicações. Eu ainda não tenho ele, mas este ano quero ler os livros dessa saga. Tenho ela aqui em casa, sempre leio comentários sobre ela. Vou mudar isso em 2020, mesmo faltando os dois últimos.Nós também quero lê-lo, mas preciso adquirir o primeiro livro.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado!! Verdade o livro acabou com minhas estruturas kkkkkk

      Excluir
  7. Oi, tudo bem?
    Adorei sua premiação e achei as categorias super criativas. Acredita que não li nenhum dos livros que você citou. Fiquei até me sentindo culpada hahaha. Mas Sombra e Osso e O fogo entre a névoa estão na minha meta e quero ler esse ano ainda.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado!! Sério nenhunzinho? Espero que consiga ler os livros que escolheu e que goste!!

      Excluir
  8. Que post mais completo! Eu ainda não li nenhum desses livros e estou louca para ler Nós e Vermelho, Branco e Sangue Azul. Olha, as piores capas eu realmente concordo com você kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh obrigado me diverti muito criando ele! Pois espero que tenha conseguido/consiga ler VBESA!! Pois é né as vezes sofro com essas capas feias.

      Excluir
  9. Oi Alisson!
    Adorei suas indicações, só li desses o Originais adorei a série. Fiquei intrigada com alguns e já anotei a dica, complementou como se fossem dignos de verdadeiros Oscar e bato palmas para você, parabéns. Obrigado e parabéns de novo pelo post. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh obrigado, a serie Lux realmente é muito boa! Ai não quero indicar só vários merecem ser destaque no fim das contas!!

      Excluir
  10. Ameiii seu post! Sério que não gostou do final de "mais que isso"? Eu até curti hahaha e eu preciso concordar com "a chama de Ember". A autora criou um universo maravilhoso e sem dúvidas a Arqueiro fez uma capa magnífica! Acredita que não consegui gostar de "sombra e ossos"? Achei tão... sei lá hahaha. Alguns citados eu ainda não li, mas já adicionei aqui porque fiquei curiosa.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh eu gostei, só achei meio confuso rsrs, A Chama de Ember é Fantástico amei demais, poxa uma pena eu realmente gostei ainda que tenhamos uma protagonista chatinha.

      Excluir
  11. Olá! Nossa,achei muito legal você fazer uma "premiação" ao estilo Oscar literário no blog! Adorei a ideia e a odeio os livros. Não nego que meu coração ficou todo aquecido ao ver O Sonho do Tigre tantas vezes! Kishan muito amor de nossas vidas mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh Kishan reizinho da minha vida!! Mereceu esse livro todo para ele!!

      Excluir
  12. Tenho que concordar que essa arte de capa do Patrick Ness é horrível, tem umas capas bem mal feitas e até mesmo estranhas kkk. Em 2019 eu quase não li outros gêneros além de romance de época, nesse ano quero ler mais outros generos.
    Parabéns pelo post mara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pis é viu? As capas dos livros do Patrick geralmente são estranhas!! Espero que consiga fugir mesmo do romance de época sei que é difícil pois é uma leitura que prende e encanta.

      Excluir
  13. Oi Alisson, tudo bem?
    Meus sinceros parabéns por essa postagem linda! Apesar de não ter lido nenhum desses livros mencionados, achei as categorias e suas indicações bem interessantes. Tomara que 2020 seja um ano ainda mais prolífico com relação à leituras.
    Um beijo de fogo e gelo da Lady Trotsky...
    http://www.osvampirosportenhos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, estou muito orgulhoso dela!! Orando por isso!!

      Excluir